terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

"Meias Verdades são Mentiras Inteiras"

Em devaneios tolos estive pensando nessa frase cujo autor desconheço, mas ouvida recentemente... Em meio às possibilidades de comunicação penso nas palavras, em todos os desdobramentos, formas e significados que podem adquirir em todos os momentos. Estive pensando na mentira, estive pensando na verdade, na maneira como verdades e mentiras são ditas, no que transformam essas mentiras e verdades ditas, claro, por palavras. Palavras, palavras e palavras! Que poder é esse das palavras, que magia é essa!?! O milagre da invenção da escrita como forma de linguagem. O mundo infinito, universal e particular que as palavras criam e destroem. O mundo vivenciado por palavras conhecidas, descobertas, antigas e novas. O peso das palavras em cada um de nós! O vocabulário que aumenta e mostra o crescimento da nossa vivência. Tudo que mostramos ser ou não ser prolonga-se, toma forma e transforma-se através das palavras faladas ou não. Há vida nas palavras! O silêncio pode dizer muita coisa, mas não pode falar mais do que as palavras. Palavras ouvidas, incompreensíveis, sussurradas, faladas, cantadas... O mundo descrito através das palavras... Relações escritas e apagadas também através delas... Ou não...

3 comentários:

Wanderson Farias disse...

geeente... de onde veio tanta inspiração? além de escrever bem, escreve como uma poeta? n sabia dessas tuas qualidades.. não sei nem o q comentar, pq qualquer coisa q eu disser vai ficar abaixo do teu post..huehe..realmente.. as palavras.. asuhasas... são tão potentes, às vezes mal interpretadas podem levar a uma catástrofe.. é por isso q é sempre bom pensar duas vezes antes de dizê-las ou escrevê-las né!! qta coisa construtiva eu escrevi.. kkkkkkk.. ai ai.. adorei o post!! bjoooss.. love u

Eddie disse...

Oi. Nem sempre se pode escever o que eu digo. Falei que não ia procurar, nem ler teu blog. Cá estou para confirmar a exceção das mnhas regras. Parabéns, está muito bem escrito. Consigo me encontrar nele, em referências veladas, implícitas (pretensão?).
Espero que você consiga (re)encontrar sua essência, perdida nesta tua cabeça voadora, sonhadora, gauche e irrequieta. Vou sempre querer o teu bem, você bem sabe, pertinho ou de longe.
Sê feliz. É tua obrigação maior.
Fica com meus melhores pensamentos.

Canuto disse...

Sabia que não era verdade quando você me falou que não escrevia bem!
Parabéns ;).


"Talvez , com nossos defeitos aparentes.
Pegaríamos à mão a esperar estendida.
E mesmo quando feridos e machucados
Entoaríamos apenas palavras de vida."

Glória Salles